Inter volta a campo para dar sequência aos resultados do primeiro semestre


Chega de saudade! Nesta semana, como nunca, a obra de Tom Jobim e Vinícius de Moraes, eternizada na inigualável voz de João Gilberto, poderia se tornar um canto da torcida colorada. Na próxima quarta-feira (10/07), às 21h30, exatos 28 dias após disputar sua última partida antes da paralisação do calendário brasileiro em virtude da Copa América, o time volta a campo, visitando o Palmeiras para o jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil. O confronto, decisivo, serve de abertura para um mês que promete ser eletrizante.

O Colorado fechou o primeiro semestre da temporada em alta, estando não apenas entre os oito melhores na Copa do Brasil, mas também classificado às oitavas da Libertadores e figurando no G-4 do Brasileirão. Agora, ao longo das próximas três semanas, os comandados de Odair jogam para dar continuidade à excelência no trabalho praticado nos seis meses que abriram o ano. Preparado para os embates que se avizinham após 18 dias de intertemporada, realizada entre Atibaia, no interior de São Paulo, e CT Parque Gigante; o elenco Alvirrubro sabe que o melhor caminho para seguir trilhando uma temporada de grandes alegrias passa pela máxima união do grupo com a torcida. Foi assim que chegamos onde hoje estamos. Relembre como o Inter fechou a primeira metade do ano:

Na estreia no certame, no dia 6 de março, quarta-feira de cinzas, Inter e Palestino ofereceram ao público partida extremamente disputada e tensa. Marcado por boas chances para os dois lados, o confronto foi decidido por um atleta que tem a cara da Libertadores. Rafael Sobis, bicampeão da América vestindo vermelho, fez de falta, aos 37 da segunda etapa, o único gol da noite. Uma semana depois, Nico López anotou duas pinturas e garantiu o 2 a 0 colorado sobre o Alianza Lima. Na última rodada do primeiro turno, 47.012 pessoas lotaram o Beira-Rio, decretaram o novo recorde de público da remodelada casa alvirrubra, e assistiram de perto a um dos melhores duelos do futebol sul-americano na temporada, protagonizado por Inter e River Plate, encerrado em 2 a 2.

O turno seguinte foi inaugurado com um emocionante triunfo colorado por 3 a 2 sobre o Palestino, gols de Guerrero, duas vezes, e Patrick. Duas semanas depois, o Inter garantiu a liderança no ‘Grupo da Morte’ ao bater o Alianza Lima, no Peru, pelo escore mínimo, gol de Moledo. O primeiro capítulo da trajetória vermelha pela América foi encerrado com novo 2 a 2 contra o River, empate conquistado no dia 7 de maio e que contou com grande exibição de Rafael Sobis.

O Clube do Povo volta a campo pela Libertadores no dia 24 de julho, no confronto de ida das oitavas de final, contra o Nacional, no Uruguai. No dia 31, a vaga às quartas será decidida no Beira-Rio, a partir das 19h15.

Brasileirão: O Beira-Rio pesou a favor do Inter nas primeiras nove rodadas do Brasileirão. Quarto colocado no torneio com 16 pontos conquistados, o Clube do Povo exibe um invejável aproveitamento de 100% nas partidas disputadas no Gigante. Flamengo, Cruzeiro, CSA, Avaí e Bahia encararam o caldeirão da Padre Cacique, e sucumbiram diante da força colorada em seus domínios. Foram 12 gols marcados e três sofridos, diante de um público que, somados todos os jogos, bateu na casa dos 130 mil.

Golaços hermanos, como os marcados por Guerrero, D’Alessandro e Sarrafiore, momentos de puro oportunismo, como os protagonizados por Lindoso, Nonato e Moledo, além de foguetes de fora da área, autoria de Sobis e Edenilson; marcaram as tardes e noites de jogos no Beira-Rio. Os conhecidos milagres de Lomba, nos raros momentos em que a defesa colorada foi superada pelos ataques adversários, também se manifestaram, sendo devidamente comemorados pela Maior e Melhor Torcida do Rio Grande. O Inter volta a campo pelo Brasileirão no dia 14 de julho, às 16h, quando enfrenta o Athletico Paranaense, na Arena da Baixada.

Copa do Brasil: Por estar participando da Libertadores, o Inter entrou na Copa do Brasil somente a partir das oitavas de final, quando enfrentou o Paysandu. O confronto de ida, disputado no Beira-Rio na quinta-feira 23 de maio, foi encerrado com o placar de 3 a 1 para o Clube do Povo, gols de Guerrero, duas vezes, e Lindoso. A boa vantagem no marcador permitiu ao Colorado viajar a Belém disposto a realizar partida segura, evitando correr riscos que colocassem a classificação a perigo.

Usando e abusando da experiência, o Colorado administrou bem a situação ao longo dos 90 minutos, e ainda acumulou boas oportunidades criadas. Logo nos primeiros minutos, Guerrero marcou após receber maravilhosa assistência de Nico López, mas o VAR anulou. Por não arrefecer o ritmo, o Inter teve sua superioridade recompensada já nos minutos finais. Aos 40 da segunda etapa, Paolo Guerrero recebeu de Sarrafiore e emendou bonito para consagrar o agregado de 4 a 1 e a classificação gaúcha. Garantida a vaga no dia 29 de maio, a torcida voltou suas atenções ao sorteio dos duelos das quartas, ocorrido no dia 10 de junho, e que oficializou o embate entre Alvirrubro e Alviverde, tão esperado pela torcida vermelha.

Anote na agenda os próximos jogos:

Quarta-feira (10/07) - 21h30 Palmeiras x Internacional Copa do Brasil - quartas de final (1º jogo) Allianz Parque

Domingo (14/07) - 16h Athlético-PR x Internacional Brasileirão - 10ª rodada Arena da Baixada

Quarta-feira (17/07) - 21h30 Internacional x Palmeiras Copa do Brasil - quartas de final (2º jogo) Beira-Rio

Sábado (20/07) - 19h Internacional x Grêmio Brasileirão - 11ª rodada Beira-Rio

Quarta-feira (24/07) - 19h15 Nacional-URU x Internacional Libertadores da América - oitavas de final (1º jogo) Gran Parque Central

Sábado (27/07) - 19h Internacional x Ceará Brasileirão - 12ª rodada Beira-Rio

Quarta-feira (31/07) - 19h15 Internacional x Nacional-URU Libertadores da America - oitavas de final (2º jogo) Beira-Rio

Libertadores: Quatro anos depois, o Inter voltou a disputar o maior campeonato de clubes da América, e mostrou o porquê de ter uma das camisas mais tradicionais do continente. Dono da terceira melhor campanha do torneio, o Colorado encerrou a fase de grupos com brilhantes quatro vitórias e dois empates em seis confrontos. Invicto, o Alvirrubro gaúcho sempre buscou propor seu jogo e se impôr sobre os adversários, e mesmo nos momentos em que não pôde se sobressair na bola, seguiu sobrando na vontade. Competitiva, a equipe se manteve sem ser vazada em três das seis partidas, ao mesmo tempo em que jamais saiu de campo sem balançar as redes adversárias.

© 2019 por "Grupo SBC de Comunicações". Portal de Divulgação.

AREA DE ADM