Membro do PCC que tentou soltar Marcola é um dos preso por assalto a banco em Criciúma



Um membro do Primeiro Comando da Capital (PCC) foi preso, nesta quinta-feira, 03, pela Polícia Civil, acusado de participar do assalto a uma agência bancária em Criciúma (SC). A prisão ocorreu em Gramado, na Serra Gaúcha.

Além de ter participado da madrugada de terror no município, Márcio Geraldo Alves Ferreira, conhecido como Buda, também atuou na tentativa de fuga de Marcos Willians Herbas Camacho, o Marcola – líder do PCC. São informações do G1.

Buda está entre os nove presos pelo assalto ao banco. Nesta terça-feira, 01, bandidos fortemente armados assaltaram um banco no município, que chegou a ser sitiado pelos criminosos. Houve troca de tiros, e a quadrilha usou reféns como escudo, no decorrer do ataque.

Segundo a Polícia Civil, 30 pessoas encapuzadas participaram da invasão ao prédio, bem como do bloqueio de ruas nas proximidades da agência bancária, na intenção de “blindar o local” durante o roubo.

Batalhões de outros municípios foram acionados pela Prefeitura de Criciúma para ajudar a conter o ataque, que teve duração de aproximadamente uma hora.

Nas redes sociais, moradores da região postaram diversos vídeos e fotos mostrando reféns e pessoas cercadas nas ruas pelos bandidos. Vários pontos da localidade foram bloqueados pelos criminosos, para impedir a chegada da polícia à agência bancária enquanto o roubo acontecia.

© 2019 por "Grupo SBC de Comunicações". Portal de Divulgação.

AREA DE ADM