Religiosa de 112 anos recebe a primeira dose de vacina contra a covid-19 em Porto Alegre


Protegida por uma máscara com o escudo do Inter, a freira Inah Canabarro Lucas, 112 anos, recebeu a primeira dose da vacina contra a covid-19 nesta segunda-feira (25), em Porto Alegre.

Além de irmã Inah, que usava também um bóton com o distintivo colorado sobre o hábito, outras religiosas, cuidadoras e técnicas de enfermagem, integrantes de grupos prioritários, foram imunizadas por uma equipe volante da Secretaria Municipal da Saúde (SMS).


— É uma honra — vibrou a profissional que aplicou a injeção.

— Não senti nada. Absolutamente nada, nada, nada — disse a religiosa, descartando qualquer dor ou desconforto provocados pela agulha. — Fiquei feliz, claro que sim. Vamos ver se espanta a epidemia — completou.

Ela demonstrou curiosidade sobre o "inventor do remédio" que lhe foi administrado.

— Uma ideia luminosa. Grande invenção!

Excetuando-se dificuldades de locomoção e audição e uma ou outra "tonteada" para ficar de pé, a idosa desfruta de boa saúde.

Irmã Inah nasceu em São Francisco de Assis, em 1908 — uma década antes da eclosão da pandemia de gripe espanhola, provocada pelo vírus influenza. É bisneta do general David Canabarro, que participou da Guerra da Cisplatina e da Revolução Farroupilha.

Quando completou 110 anos, em 2018, foi parabenizada pelo papa Francisco. Emoldurada, na parede, está a mensagem enviada à época pelo líder máximo da Igreja Católica: “Sua Santidade Francisco concede de coração a desejada bênção apostólica à irmã Inah Canabarro Lucas por ocasião do seu 110º aniversário natalício e invoca, por intercessão de Maria Santíssima, a abundância das graças divinas. 27 de maio 1908/2018”.

Como passatempo, Inah aprecia pintar guardanapos e cartazes de felicitações para as colegas aniversariantes, jogar cartas — sozinha ou acompanhada —, fazer cruzadinhas e ler "qualquer livro". Retoma sempre a Bíblia, por admiração aos "nomes raros" contidos no texto.

2.png
G3.png